terça-feira, 25 de abril de 2017

- " Tudo o que vicia começa com a letra "C" ! ...


Uma excelente e bem humorado artigo de


Luis Fernando Veríssimo
(Porto Alegre, 26 de setembro de 1936) é um escritor, humorista,cartunista, tradutor, roteirista de televisão, autor de teatro e romancista. Já foi publicitário e revisor de jornal. É ainda músico, tendo tocado saxofone em alguns conjuntos. Com mais de 60 títulos publicados, é um dos mais populares escritores brasileiros contemporâneos. É filho do também escritor Érico Veríssimo.


Por alguma razão que ainda desconheço, minha mente foi tomada por uma ideia um tanto sinistra: vícios.
Refleti sobre todos os vícios que corrompem a humanidade. Pensei, pensei e, de repente, um insight: tudo que vicia começa com a letra C!
De drogas leves a pesadas, bebidas, comidas ou diversões, percebi que todo vício curiosamente iniciava com cê.
Inicialmente, lembrei do cigarro que causa mais dependência que muita droga pesada. Cigarro vicia e começa com a letra c. Depois, lembrei das drogas pesadas: cocaína, crack e maconha. Vale lembrar que maconha é apenas o apelido da cannabis sativa que também começa com cê.
Entre as bebidas super populares há a cachaça, a cerveja e o café. Os gaúchos até abrem mão do vício matinal do café mas não deixam de tomar seu chimarrão que também - adivinha - começa com a letra c.
Refletindo sobre este padrão, cheguei à resposta da questão que por anos atormentou minha vida: por que a Coca-Cola vicia e a Pepsi não? Tendo fórmulas e sabores praticamente idênticos, deveria haver alguma explicação para este fenômeno. Naquele dia, meu insight finalmente revelara a resposta. É que a Coca tem dois cês no nome enquanto a Pepsi não tem nenhum.
Impressionante, hein?
E o  computador e o  chocolate? Estes dispensam comentários.  Os vícios alimentares conhecemos aos montes, principalmente daqueles alimentos carregados com sal e açúcar. Sal é cloreto de sódio. E o açúcar que vicia é aquele extraído da cana.
Algumas músicas também causam dependência. Recentemente, testemunhei a popularização de uma droga musical chamada "créeeeeeu". Ficou todo o mundo viciadinho, principalmente quando o ritmo atingia a velocidade. cinco.
Nesta altura, você pode estar pensando: sexo vicia e não começa com a letra C. Pois você está redondamente enganado. Sexo não tem esta qualidade porque denota simplesmente a conformação orgânica que permite distinguir o homem da mulher. O que vicia é o "ato sexual", e este é denominado coito.
Pois é. Coincidências ou não, tudo que vicia começa com cê. Mas atenção: nem tudo que começa com cê vicia. Se fosse assim, estaríamos salvos pois a humanidade seria viciada em Cultura.

 

sábado, 22 de abril de 2017

-" Teremim - um instrumento fenomenal "

O teremim é um dos primeiros instrumentos musicais completamente eletrônicos, controlado sem qualquer contato físico pelo músico. Seu nome vem da versão ocidental do nome do seu inventor, o russo Léon Theremin, que patenteou seu dispositivo em 1928. O instrumento é controlado através de duas antenas de metal, que percebem a posição das mãos do músico e controlam osciladdo instrumentoores de frequência com uma das mãos, e com a outra a amplitude (volume), de forma que não seja preciso tocar no instrumento. Os sinais elétricos do teremim são amplificados e enviados para um altifalante.
(Wikipedia)                
FOTO


A excelência do instrumento pode ser verificada nos dois vídeos que se seguem com interessantes interpretações de dois tereministas 
 VÍDEOS (a carregar)
video
video
 

sábado, 15 de abril de 2017

- " Era uma vez a Roma antiga "


Uma reconstituição virtual da Roma antiga.

Após a queda do império romano, o caos instalou-se na cidade de Roma que foi invadida e saqueada, várias vezes, por povos germânicos, até que o Império Romano do Oriente a conquistou definitivamente, aos ostrogodos, em  552 d.C.pondo fim à guerra gótica que arrasou a península itálica.

FOTO

A contínua guerra em redor de Roma entre as décadas de 530 e 540 deixaram-na praticamente abandonada e arruinada. Os aquedutos não foram reparados, conduzindo a uma redução da população para cerca de 30.000, concentrados nas margens do rio Tibre, abandonando as zonas sem abastecimento de água.
O Império Romano do Oriente ainda tentou fazer a manutenção dos aquedutos e pontes embora sem grande sucesso, já que toda a península da Itália estava dramaticamente empobrecida pelas recentes guerras.
E, assim, os homens e o tempo se encarregaram de transformar em ruínas uma cidade que foi, durante séculos, o esplendoroso centro da civilização ocidental, conforme o vídeo que se segue mostra

VÍDEO ( a carregar)
video

quinta-feira, 13 de abril de 2017

- "100 drones a voarem ao som da 5ª de Beethoven"

A Intel entrou para o Guinness Book of Records ao pôr a voar 100 drones simultaneamente, ao som da Quinta Sinfonia de Beethoven.
Na noite de 25 de Novembro de 2015, 100 drones equipados com luzes LED iluminaram o céu de um aeródromo na Alemanha.
Esta façanha foi alcançada em nome da Intel, o laboratório FuturLab do instituto para novos media Ars Electronic.

Os drones seguiram escrupulosamente o ritmo da Quinta Sinfonia de Beethoven, tocada ao vivo por uma orquestra, acompanada com uma equipe de 15 engenheiros que coordenaram o movimento dos vários drones, usando software 3D.

A Intel não deixou de marcar a sua presença uma, vez que, durante o show, 
os drones desenharam o logotipo da empresa no céu.

VÍDEO (a carregar)
video

domingo, 9 de abril de 2017

- "Rendimento Básico Incondicional"

Há alguns meses atrás o Parlamento suiço debateu uma Proposta de Lei que lhe foi apresentada por petição de alguns milhares de cidadão, no sentido de ser introduzido o Rendimento Básico Incondicional. Infelizmente, apesar de os deputados considerarem a ideia viável e socialmente acertada, decidiram que ainda era cedo para adotar tal medida.
Resumindo, decidiram passar a responsabilidade para a próxima geração.

Já que se voltou a falar no assunto, cremos ser adequado recordar o que, sobre o tema, temos publicando
Com a crise financeira que assola o Ocidente, reacendeu-se, na Europa, o debate acerca da introdução da Rendimento Básico, como sendo uma ideia que poderá modificar as condições de vida  de toda a humanidade.
Em inglês designa-se por “Universal Basic Income”, em francês por “Revenu de Base” e em alemão por “Grundeinkommen”.
Esta forma de rendimento foi referida pela primeira vez, que se saiba, em 1795 por Thomas Paine, no panfleto “Agrarian Justice”, de sua autoria, inspirado na filosofia do igualitarismo.
A única experiência de Rendimento Básico no mundo é a do estado americano do Alasca, desde 1982..
No Brasil, a designada "Renda Básica" foi aprovada pelo Senado em 2004. O primeiro Município a aprovar a lei foi o de Santo António do Pinhal–São Paulo, em 2009.
Infelizmente, a lei ainda não saiu do papel mas existiu, durante alguns anos, com sucesso, uma experiência-piloto em Quatinga Velho.
Os atuais defensores do Rendimento Básico Incondicional pretendem que ele seja atribuido sem  condicionalismos, considerando que todo o ser humano tem direito a dispor de condições que lhe permitam viver dignamente, desde o berço até à sepultura;
- ou seja: qualquer pessoa, só pela razão de existir, terá direito à Renda Básica, que será igual para todos, independentemente da sua posição social e de outros rendimentos de que disponha.
O vídeo que se segue, presta mais esclarecimentos

VÍDEO (a carregar)        

quarta-feira, 5 de abril de 2017

- "AÇORES: o paraíso no meio do Atlântico" (3ª parte)


FOTO

Além da importância que sempre tiveram nos Descobrimentos, na manutenção do Império, nas rotas marítimas, na aviação militar e comercial e nas comunicações, hoje, os Açores têm um papel fundamental na conservação da bioesfera e no equilíbrio ambiental.
Nos Açores existem 24 reservas naturais, 31 áreas protegidas e 29 zonas protegidas.
Resumindo: existem 84 áreas de proteção da vida marinha, animal e florestal, o que constitui um admirável exemplo do qual os seres humanos se podem orgulhar.
  

     VÍDEO (a carregar) 
                                                                                                          
                                video


As áreas protegidas incluem áreas terrestres, águas interiores e marinhas em que a fauna, a flora, a paisagem, os ecossistemas ou outras ocorrências naturais apresentam, pela sua raridade, valor ecológico ou paisagístico, importância científica, cultural e social.

A vegetação natural das ilhas açorianas compreende um vasto número de espécies originárias do Período Terciário, na sua maioria endémicas e com estatuto de proteção. A laurissilva, cuja origem está relacionada com as florestas húmidas do Terciário existentes no Sul da Europa e desaparecidas há milhões de anos aquando das últimas glaciações, é uma floresta com um índice de endemismos muito elevado
Para além das espécies de maior porte, possui uma camada sub-arbustiva, geralmente muito densa, de grandes fetos e arbustos, alguns dos quais também endémicos.

O conjunto da hotelaria tradicional, mais o turismo em espaço rural são exemplares.  

segunda-feira, 3 de abril de 2017

-"AÇORES: o paraíso no meio do Atlântico" (2ªparte)

O arquipélago dos Açores é constituído por nove ilhas principais divididas em três grupos distintos:
                 Grupo Oriental   
Ilha de
 Santa Maria    e    Ilha de São Miguel
                 Grupo Central                       
Ilha do 
Faial,   Ilha Graciosa,  Ilha do Pico,   Ilha de São Jorge  e  Ilha Terceira
        
         Grupo Ocidental 
Ilha do 
Corvo  e  Ilha das Flores
 
 FOTO


A Ilha das Flores é o território mais ocidental da Europa.


VÍDEO (a carregar)
video