quinta-feira, 15 de novembro de 2012

-" Machado de Assis traduzido na China "

Leitores: 2.280
Politécnico de Macau quer formar tradutores de literatura
Por Hélder Beja do jornal Ponto Final (Macau, China) 6 de novembro de 2012.
O presidente do Instituto Politécnico de Macau (IPM), Lei Heong Iok, admitiu que faltam mais tradutores capazes de verter textos literários entre as línguas chinesa e portuguesa, e espera que a instituição de ensino que dirige possa ajudar a colmatar essa lacuna. [...]
Ler mais deste artigo: http://ventosdalusofonia.wordpress.com/2012/11/11/politecnico-de-macau-quer-formar-tradutores-de-literatura/
Seminário em Lisboa sobre Macau e as relações entre Portugal, China e Brasil
Do sítio da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa 14 de novembro de 2012.
O secretário-executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Murade Murargy, estará presente no IV Seminário Internacional "O Papel de Macau no Intercâmbio Sino-Luso-Brasileiro", que terá lugar neste dia 14 de novembro, pelas 18 horas, no Palácio da Independência, ao [...]
Ler mais deste artigo: l/http://ventosdalusofonia.wordpress.com/2012/11/14/seminario-em-lisboa-sobre-macau-e-as-relacoes-entre-portugal-china-e-brasil/

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

- "Conheça o Instituto Internacional da Língua Portuguesa"

(Leitores: 1.915)

A história do Instituto Internacional da Língua Portuguesa - IILP começa, oficialmente, em 1989, quando os países de expressão portuguesa se reúnem, em São Luís do Maranhão, para pensar as bases de uma comunidade lusófona. Naquela ocasião, a ideia de se criar um instituto partiu do então Presidente da República do Brasil, José Sarney e de outros dignatários presentes.
Contudo, o Instituto só se tornaria realidade dez anos depois, em 1999, na VI Reunião Ordinária do Conselho de Ministros da Comunidade dos Países de Língua Oficial Portuguesa - CPLP, que já havia se constituído em 1996. Na reunião, realizada em São Tomé e Príncipe, foram definidas as orientações para a implementação do IILP enquanto organismo promotor da língua portuguesa, aprovados os estatutos que o regem e escolhido o país de acolhida de sua sede nos primeiros anos de existência: a República de Cabo Verde. A primeira Assembleia Geral realizou-se em abril de 2002, na cidade da Praia, capital daquele país.
Os objetivos fundamentais do IILP são "a promoção, a defesa, o enriquecimento e a difusão da língua portuguesa como veículo de cultura, educação, informação e acesso ao conhecimento científico, tecnológico e de utilização oficial em fóruns internacionais".
Conforme o princípio da rotatividade estabelecido quanto ao exercício da Direção Executiva do Instituto, assumiram este mandato várias personalidades, sendo que para o biénio 2010-2012 foi eleito Gilvan Müller de Oliveira, doutor em linguística, professor universitário brasileiro, que assumiu o posto no dia 20 de outubro de 2010..
A entrada em funcionamento, recentemente, de todas as Comissões Nacionais do IILP permitiu a amplificação dos trabalhos do Instituto, e uma melhor relação com os governos dos Estados Membros da CPLP. A descentralização das atividades e a presença do IILP nos diversos países é uma estratégia interessante para o cumprimento das metas do Instituto.