domingo, 22 de maio de 2016

-" O Museu Nacional dos Coches, em Lisboa "

FOTO


O "Museu dos Coches Reais", foi criado em 1905 pela raínha D.Amélia, esposa do rei D.Carlos I, reunindo um enorme espólio em viaturas do Séc.XVI ao Séc.XIX no Picadeiro Real do Palácio de Belém, em Lisboa. 
Com a implantação da República, o museu passou a ter a designação de "Museu Nacional dos Coches" e o seu espólio foi acrescentado com a chegada de um conjunto de coches e berlindas da extinta Casa Real, em Vlia Viçosa, como ainda com viaturas provenientes dos bens da igreja e de coleções particulares.
Reunindo uma coleção única no mundo de viaturas de gala e de passeio, apresenta um excelente conjunto que permite ao visitante a compreensão da evolução técnica e artística dos meios de transporte de tração animal, utilizados pelas cortes europeias até ao aparecimento do automóvel.                                                                                                                        
                                 «                    VÍDEO                                    »

 «                                                                                   » 
Imagens em destaque







 


quinta-feira, 19 de maio de 2016

-"Visita virtual ao Palácio das Necessidades, em Lisboa"

Foto


O palácio, que era um antigo convento, está hoje ocupado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros. Já foi residência da família real, desde o reinado de Maria I até ao do último rei, Manuel II; exceção feita a Luís I que preferiu o Palácio da Ajuda. 

Em cada imagem deste vídeo excecional existe uma explicação; e em muitas pode-se clicar e ver detalhes, ou fazê-las rodar …

Venham daí fazer uma visita virtual ao Palácio das Necessidades, em Lisboa




sábado, 14 de maio de 2016

-"Um Passeio pela Fabulosa Muralha da China "

A Muralha da China
adaptação de Arnaldo Norton
(ou A Grande Muralha), situa-se entre o Mar Amarelo (litoral nordeste da China), o deserto de Gobi e a Mongólia (noroeste da China). O seu comprimento será de 21.196 Km e a altura de 7 m. É formada por diversas muralhas construídas ao longo de quase dois milénios ( de 220 a.C ao 
século XV).
Estima-se que nela trabalharam cerca de um milhão de pessoas, entre camponeses, soldados e prisioneiros, dos quais 80% terão morrido durante a construção, devido ao frio e a má alimentação.
A Muralha da China foi só um "elefante branco", pois não foi construida para impedir a invasão dos mongóis (como erradamente durante séculos se disse) e de outros povos; todos os Imperadores a viram como um meio para ocupar militares e população inativa. Ao mesmo tempo, foi um aceitável meio de manter o exército longe de "A Cidade Proíbida".